Archive for June, 2010

Estrelas e Cometas

Monday, June 28th, 2010

 

Há pessoas estrelas e há pessoas cometas…
Os cometas passam. Apenas são lembrados pelas
datas que passam e que retornam.
As estrelas permanecem. O sol permanece. Passam
anos, milhões de anos, e as estrelas permanecem.

Há muita gente cometa.
Passa pela vida da gente apenas por instantes.
Gente que não prende ninguém e
a ninguém que se prende.

Gente sem amigos,
gente que passa pela vida sem iluminar,
sem aquecer, sem marcar presença.
Importante é ser estrela.
Estar junto. Ser luz. Ser calor. Ser vida.

Amigo e Paixões são estrelas.
Podem passar anos.
Podem surgir distâncias,
mas a marca fica no coração.
Coração que não quer enamorar-se de cometas,
que apenas atraem olhares passageiros.

Ser cometa é ser companheiro por instantes,
explorar os sentimentos humanos,
ser aproveitador das pessoas e das situações,
fazer-se acreditar e desacreditar ao mesmo tempo.

Solidão é resultado de uma vida cometa.
Ninguém fica, todos passam.
Há necessidades de criar um mundo de estrelas.
Todos os dias poder contar com elas e
poder sentir seu calor.

Assim são os amigos estrelas na vida da gente.

 

Dunga x Rede Bobo

Tuesday, June 22nd, 2010

 

O Jornal O Globo desce a lenha na seleção e principalmente no seu treinador.Qual a razão dessa súbita mudança de comportamento?

Vamos aos fatos :

Na véspera do jogo de estréia da seleção brasileira contra a Coréia do Norte, por volta de 11 horas da manhã, hora local na África do Sul. Eis que de repente, aportam na entrada da concentração do Brasil, dona Fátima Bernardes, toda-poderosa Primeira Dama do jornalismo televisivo, acompanhada do repórter Tino Marcos e mais uma equipe completa de filmagem, iluminação etc.

Indagada pelo chefe de segurança do que se tratava, a dominadora esposa do chefão William Bonner sentenciou :

“Estamos aqui para fazer uma REPORTAGEM EXCLUSIVA para a TV Globo, com o treinador e alguns jogadores…”

Comunicado do fato, o técnico Dunga, PESSOALMENTE dirigiu-se ao portão e após ouvir da sra. Fátima o mesmo blá-blá-blá, foi incisivo, curto e grosso, como convém a uma pessoa da sua formação.

“Me desculpe, minha senhora, mas aqui não tem essa de “REPORTAGEM EXCLUSIVA” para a rede Globo. Ou a gente fala pra todas as emissoras de TV ou não fala pra nenhuma…”

Brilhante!! Pela vez primeira em mais de 40 anos, um brasileiro peitava publicamente a Vênus Platinada!!!

“Mas… prosseguiu dona Fátima – esse acordo foi feito ontem entre o Renato (Maurício Prado, chefe de redação de Esportes de O Globo) e o Presidente Ricardo Teixeira. Tenho autorização para realizar a matéria”.

Dunga respondeu: “Não tem autorização nem meia autorização, aqui nesse espaço eu é que resolvo o que é melhor para a minha equipe. E com licença que eu tenho mais o que fazer. E pode mandar dizer pro Ricardo (Teixeira) que se ele quer insistir com isso, eu entrego o cargo agora mesmo!”

O treinador então virou as costas para a supra sumo do pedantismo e saiu sem ao menos se despedir.

Dunga pode até perder a classificação, a Copa e seu time pode até tomar uma goleada, mas sua atitude passa à história como um exemplo de coragem e independência.

Dunga, simplesmente, mijou na Vênus Platinada ! Uma estátua para ele!!

Uma coisa há que se dizer, em favor de Dunga. O sargentão fechou a seleção para a imprensa sem exceções. E a Globo, que sempre foi dona do time, de seus jogadores, da comissão técnica e de todas suas almas, está tendo de aprender a viver sem a promiscuidade de outras eras. Dá até dó da Fátima Bernardes com seu sorriso cheio de dentes passando frio do lado de fora da concentração. Em tempos recentes, estaria sentada no sofá da antessala da suíte do treinador, cercada de jogadores submissos com fones de ouvido, todos eles na escuta para participarem do programa da Xuxa, ou soletrar algo no programa do narigudo, ou fazer um sorteio no Faustão, ou passar ridículo assentido no Casseta & Planeta.

Assim, os sorrisos dos apresentadores globais têm sido mais amarelos que de costume. A emissora, que é incapaz de falar “seleção brasileira” e só chama Dunga & seus dunguetes de “nossa seleção”, porque no fundo é dela, mesmo, da Globo, sócia da CBF e tudo mais, está tendo de fazer um pouco de jornalismo, em vez de incluir o time em seu casting, como de hábito. O que é bom. Seus bons jornalistas, e não são poucos, estão amassando barro, como a gente diz. Em vez de ficarem encastelados ao lado de seus amiguinhos jogadores, têm de sair para a rua, criar pautas, descobrir coisas.

Alguns estranham nitidamente a nova função. Estavam habituados a fazer suas piadinhas sem graça para o riso generoso da turminha da bola, que em geral é bem tonta. Mostram-se pouco à vontade quando se misturam à massa ignara sem privilégios para criar algo que seja interessante o bastante para ir ao ar. Mas acabam se acostumando. E estamos livres, felizmente, de babaquices como jogador falando com o papagaio da Ana Maria Braga, e achando aquilo o máximo, e a besta do papagaio se sentindo importante.

 

Hidratação

Tuesday, June 22nd, 2010

 

Os preparativos para se fazer uma boa caminhada na montanha são muitos. Sempre é bom lembrar que, além do equipamento, é fundamental um bom preparo físico e plena consciência do que irá enfrentar, principalmente numa investida de mais de um dia de jornada e, em especial, se pretender fazer alta montanha.

Um ponto porém, depois de tudo listado e organizado para a viagem, muitas vezes escapa de uma atenção mais rigorosa: a água, este líquido precioso e vital para a manutenção de tudo que é vivo na face da terra – e provavelmente em qualquer outro planeta candidato a esta dádiva.

Existe água no caminho que vou seguir? Quanto levo no cantil para iniciar? Levo esterilizador, cloro, etc..? Quanto tempo vou andar sem encontrar água? Essas são perguntas comuns para quem não conhece o percurso. A melhor forma de resolver isso é perguntar para quem já fez, ao guia ou verificar em relatos escritos ou mesmo cartas topográficas a existência de um curso d’água. Mesmo assim, dependendo da época do ano e o grau de degradação ambiental da região, fontes e pequenos córregos podem desaparecer. Recorra sempre as informações mais recentes.

Verificado tudo isso, vamos ao que interessa: beber água.

Você não deve beber pouca água durante um percurso longo, pode ser uma exceção, mas geralmente isso causa problemas à pessoa e pior, aos outros que terão trabalho. A falta de líquido no organismo pode causar inúmeros danos ao mesmo e quando isso ocorre em locais isolados como por exemplo nas montanhas, qualquer socorro se torna extremamente difícil.

Outras atividades esportivas podem ocasionar perdas maiores e mais rápidas de água pelo organismo, como a maratona e o triatlon, mas tem a vantagem da proximidade com equipes de socorro especializadas que acompanham estas provas. Ao chegar num estado crítico de desidratação não adianta a simples ingestão de água, pois neste estágio outros problemas estão associados, como febre, fadiga crônica, disenteria, podendo chegar ao estado de choque.

Para nunca faltar água no cantil é necessário um planejamento, que começa com o já citado conhecimento do caminho a percorrer, pois em muitos deles será impossível levar toda água necessária de uma só vez. Se, por exemplo, você souber que no caminho só encontrará água no segundo dia de trilha, calcule levar pelo menos 3 litros do início. Serão 2 litros para beber durante o dia, meio litro para preparar um alimento e meio litro para beber durante a noite e se possível sobrar um pouco para o “café”.

Mesmo assim dependendo do grau de dificuldade da trilha, o calor e seu preparo físico esta quantia estará aquém daquilo que seu organismo realmente necessita. Um adulto sedentário deve ter disponível pelo menos 2 litros e meio por dia de água, somando o que se bebe de líquidos, presente nos alimentos e no metabolismo dos mesmos.

É comum ficar um pouco desidratado nas investidas mais audaciosas, o que não causa grandes problemas, mas sempre fique atento aos sintomas do tipo cansaço anormal para o esforço que está fazendo, garganta e boca muito secas com impossibilidade de cuspir, sensação de calor intenso na face e pontas dos membros “adormecidos” ou formigando.

Chegando a isso, o melhor é parar o esforço, descansar e pedir a alguém do grupo que ache água e retorne. Para beber água quando se está com muita sede e com início de desidratação, nunca o faça de uma vez, principalmente se a água estiver gelada, pois isso pode ocasionar uma congestão. Beba gole por gole e no máximo meio litro na primeira meia hora.

Muito comum em alta montanha (a partir dos 4 mil metros de altitude), são os sintomas de uma desidratação serem confundidos com o chamado mal da altitude ou das montanhas. O mais interessante disso é o fato de que esta desidratação pode dar início justamente a um dos mais comuns sintomas do mal das montanhas, a anorexia, afetando a interpretação do cérebro para a falta de líquido no organismo, formando assim um ciclo perigoso.

Neste caso vale lembrar a importância de se beber água na montanha mesmo sem sentir sede. Dê preferência aos alimentos úmidos e preparados à base de água. Enquanto estiver fazendo a adaptação e esperando uma janela para o ataque ao cume, beba muito, abuse dos líquidos, pelo menos 4 litros dia. Nas ascensões procure beber água, suco ou chá calculando pelo menos 250 ml por hora. Será pouco, mas suficiente para não prejudicar o desempenho.

Quanto aos alimentos em forma de gel, normalmente ricos em carboidratos, podem ser bons se ministrados junto a mais água, por serem muito doces. Devido a isso verifique os componentes da fórmula e certifique-se se você não tem sensibilidade a nenhum componente da fórmula. Devido a Malto Dextrina e outros açucares de absorção rápida, presentes nestas formulas, pessoas com hipoglicemia reativa podem ter sérios problemas durante um percurso esportivo.

 

Pneus Verdes

Sunday, June 20th, 2010

 

Além de usar biocombustível, os motoristas logo poderão dirigir carros que utilizam “biopneus”, ou pneus verdes, menos ecologicamente danosos dos que os pneus atuais.

Nos biopneus, um dos principais ingredientes dos pneus tradicionais, derivado do petróleo, é substituído por um composto derivado de plantas.

Hoje, cada pneu fabricado consome 26 litros de petróleo. A cada ano, são produzidos perto de um bilhão de pneus. E ainda não há uma solução definitiva para a reciclagem dos pneus usados.

Biopneus

Como no caso do etanol brasileiro, a solução para a fabricação dos pneus verdes, a partir de matérias-primas renováveis, pode vir da cana-de-açúcar, mas também do milho e até de uma gramínea, a switchgrass, muito pesquisada nos Estados Unidos.

O novo processo usa os açúcares derivados da biomassa para produzir um composto químico chamado isopreno, hoje um derivado do petróleo, um dos principais componentes do pneu.

“Tem havido uma busca intensiva, há anos, por fontes alternativas de isopreno, em particular a partir de recursos renováveis, como a biomassa,” disse o Dr. Joseph McAuliffe, que apresentou o novo processo durante a Conferência Anual da Sociedade Química Americana, nos Estados Unidos.

“Um dos desafios técnicos tem sido o desenvolvimento de um processo eficiente para converter os açúcares em isopreno. Nós resolvemos isto utilizando um processo de fermentação baseado em uma cepa de bactérias geneticamente modificadas para converter os carboidratos da biomassa em nosso bioisopreno,” diz McAuliffe, que trabalha para a Genencor, uma empresa de biotecnologia.

Bioisopreno

A empresa agora firmou um contrato com a Goodyear, uma das maiores fabricantes de pneus do mundo, para levar o processo para escala industrial, integrando o processo de fermentação, recuperação e purificação do bioisopreno.

O isopreno tem várias utilizações além da fabricação de pneus, de luvas cirúrgicas e produtos de higiene feminina a adesivos de alta fusão e copolímeros de bloco. Sua produção atinge quase um bilhão de toneladas anuais.

“Este é um mercado enorme,” disse McAuliffe. “O bioisopreno servirá como uma alternativa renovável e economicamente competitiva ao isopreno. É o tipo de material que poderá abrir novos mercados, por isso eu acredito os números de consumo atual do isopreno subirão muito quando o isopreno renovável estiver disponível,” prevê ele.

O pesquisador afirma que o isopreno derivado da biomassa poderá estar no mercado dentro de cinco anos, viabilizando o início da produção dos pneus verdes.

 

Carta de Demissão

Friday, June 11th, 2010

 

VENHO, POR MEIO DESTA, APRESENTAR OFICIALMENTE MEU PEDIDO DE DEMISSÃO DA CATEGORIA DOS ADULTOS. RESOLVI QUE QUERO VOLTAR A TER AS RESPONSABILIDADES E AS IDÉIAS DE UMA CRIANÇA DE OITO ANOS, NO MÁXIMO. QUERO ACREDITAR QUE O MUNDO É JUSTO, E QUE TODAS AS PESSOAS SÃO HONESTAS E BOAS. QUERO ACREDITAR QUE TUDO É POSSÍVEL. QUERO QUE AS COMPLEXIDADES DA VIDA PASSEM DESPERCEBIDAS POR MIM, E QUERO FICAR ENCANTADO COM AS PEQUENAS MARAVILHAS DESSE MUNDO. QUERO DE VOLTA UMA VIDA SIMPLES E SEM COMPLICAÇÕES.

ESTOU CANSADO DE DIAS CHEIOS DE COMPUTADORES QUE FALHAM, MONTANHAS DE PAPELADA, NOTÍCIAS DEPRIMENTES, EMAILS COM VÍRUS, CONTAS A PAGAR, FOFOCAS, DOENÇAS E NECESSIDADE DE ATRIBUIR UM VALOR MONETÁRIO A TUDO QUE EXISTE… NÃO QUERO MAIS TER QUE INVENTAR JEITOS PARA O DINHEIRO CHEGAR ATÉ O DIA DO PRÓXIMO PAGAMENTO, NÃO QUERO MAIS FICAR OBRIGADO A DIZER ADEUS AS PESSOAS QUERIDAS, E, COM ELAS, A UMA PARTE DA MINHA VIDA. QUERO TER CERTEZA DE QUE DEUS ESTÁ NO CÉU, E DE QUE, POR ISSO, TUDO ESTÁ PERFEITINHO NESTE MUNDO. QUERO VIAJAR AO REDOR DO MUNDO NO BARQUINHO DE PAPEL QUE VOU NAVEGAR NUM POÇA DEIXADA PELA CHUVA. QUERO JOGAR PEDRINHAS NA ÁGUA E TER TEMPO PARA ACHAR QUE AS MOEDAS DE CHOCOLATE SÃO AS MELHORES DO QUE AS DE VERDADE, PORQUE PODEMOS COME-LAS E FICAR COM A CARA TODA LAMBUZADA. QUERO FICAR FELIZ QUANDO AMADURECE O PRIMEIRO CAJÚ, A PRIMEIRA MANGA, OU QUANDO A JABUTICADEIRA FICA PRETINHA DE FRUTA. QUERO PODER PASSAR AS TARDES DE VERÃO À SOMBRA DE UMA ÁRVORE, CONSTRUINDO CASTELOS NO AR E DIVIDINDO-OS COM MEUS AMIGOS. QUERO VOLTAR A ACHAR QUE CHICLETES E PICOLÉS SÃO AS MELHORES COISAS DA VIDA. QUERO QUE AS MAIORES COMPETIÇÕES EM QUE EU TENHA DE ENTRAR SEJAM UM JOGO DE BOLINHAS DE GUDE OU UMA PELADA…EU QUERO VOLTAR AO TEMPO EM QUE TUDO O QUE EU SABIA ERA O NOME DAS CORES, A TABUADA, AS CANTIGAS DE RODA, A “BATATINHA QUANDO NASCE”, E A “AVE MARIA”, E ISSO NÃO ME INCOMODA NADINHA, PORQUE EU AINDA NÃO TINHA A MENOR IDÉIA DE QUANTAS COISAS EU AINDA NÃO SABIA … EU QUERO ACREDIAR NO PODER DOS SORRISOS, DOS ABRAÇOS, DOS AGRADOS, DAS PALAVRAS GENTIS, DA VERDADE, DA JUSTIÇA, DA PAZ, DOS SONHOS, DA IMAGINAÇÃO, DOS CASTELOS NO AR E AREIA.

POR ISSO TOMEM AQUI AS CHAVES DO CARRO, A LISTA DO SUPERMERCADO, AS RECEITAS DO MÉDICO,O TALÃO DE CHEQUES, O CARTÃO DE CRÉDITO, O CONTRA-CHEQUE, OS CRACHÁS DE IDENTIFICAÇÃO, O PACOTÃO DE CONTAS A PAGAR, A DECLARAÇÃO DE RENDA, A DECLARAÇÃO DE BENS, AS SENHA, DO MEU COMPUTADOR E DAS CONTAS DO BANCO E RESOLVAM AS COISAS DO JEITO QUE QUISER !!! A PARTIR DE HOJE, ISSO É COM VOCÊS, PORQUE ESTOU ME DEMITINDO DA VIDA DE ADULTO. NÃO TENHO MEDO DE SER FELIZ… VOCÊ TAMBÉM NÃO DEVERIA !!!

DEMITA-SE VOCÊ TAMBÉM, E SINTA-SE MUITO MAIS FELIZ !!!

 

Autor desconhecido

 

Semana do Meio Ambiente

Saturday, June 5th, 2010

 

O meio ambiente é o local em que estamos inseridos, é o meio que Deus destinou para vivermos. O planeta Terra é a nossa casa, nossa moradia. Indagamos constantemente sempre que nos vem à memória, se as incursões da natureza contra o homem são avisos sublimares para um basta? O que temos feito para conservar nossa moradia? Mantê-la limpa com bom aspecto, conservada, cuidada, sem poluição e devastação? É um dever inalienável cuidarmos do orbe em que nascemos. O clima é a fonte de energia mais poderosa, o oxigênio é o gás da vida que nos mantêm vivos. A água é o combustível, as florestas nossa proteção contra as inserções solares. Se não conservamos o patrimônio que possuímos, seremos num futuro bem próximo vítimas de nossas ações criminosas. O planeta pede ajuda? Achamos que não. “Ele naturalmente passa a exercer a “Lei de Ação e Reação” e “de Causa e Efeito”.

O homem quando se sente ameaçado procura meios fortes para a sua defesa e manutenção da sua vida, a natureza age da mesma forma e quiçá com um poder de força bem maior. Enquanto o homem não se conscientizar dos malefícios por ele provocados retribuindo àquilo que subtraiu da natureza a situação tende a se agravar. As intempéries são os primeiros sinais de alerta. “Segundo relatório do Fórum Humanitário Global, mostrou que a mudança climática causa a morte de 300 mil pessoas por ano e um custo de US$ 125 bilhões”. A população brasileira não está preparada socialmente para imantar as normas de higiene para um ambiente saudável e salutar. Jogar lixo nas ruas, nos córregos, restos de comida, animais mortos, objetos, materiais recicláveis entre outros é inadmissível, mas já faz do cotidiano brasiliano.

As queimadas criminosas, a poluição pelo excesso de gases venenosos, as experiências atômicas, as guerras insanas, produzidas pelo egoísmo, pelo fanatismo, a procura exagerada por minerais preciosos são azimutes sem norteamento que nos levará a um caos em curto espaço de tempo. Educar o povo para mostrar a importância do meio em que vivemos seria a única e primaz atitude. Os vazamentos de petróleo, de óleo, bem como o lixo das embarcações vão formar ilhas imensas de sujeiras nos mares que irão causar verdadeiras tragédias mais cedo ou mais tarde. A poluição causa pânico no mundo hominal e no animal. A devastação das florestas tropicais, a caça predatória leva a escassez e a fome. Muitos animais estão na fase de extinção. Com a devastação das florestas independente do “Modus Operandi” pode trazer ao homem doenças desconhecidas, pois os vírus em estado latente despertarão e passarão a atuar procurando um vetor para adaptação ao novo mundo e as doenças deles advindas serão com certeza catastrófica. Assim tem sido o caso do Ébola, da febre amarela, do dengue, da varíola, do Marburg, dos filovirus letais entre outros.

Dizem os estudiosos que enquanto você exerce alguma atividade mais de 16 milhões de toneladas de gás carbônico (CO2) estão sendo emitidas e se acumulando na atmosfera. O carvão, as chaminés das fábricas são indutores desse gás carbônico. O tempo de recuperação da atmosfera é lento e causa um fenômeno muito conhecido como “Efeito Estufa”. A camada de ozônio que nos protege dos raios ultravioletas do sol está ameaçada e o número de câncer de pele aumenta desproporcionalmente. As fossas com excrementos humanos são responsáveis pela poluição dos lençóis freáticos e quem consumir esta água estará ingerindo grande quantidade de coliformes fecais. Queremos citar o caso do estado do Ceará que além de se localizar bem próximo da linha do Equador tem um detalhe específico, visto que das chuvas caídas, apenas 8% delas são aproveitadas e 92% se evaporam.

O reflorestamento do Nordeste é viável, visto que existem vegetais que suportam altas temperaturas e estas plantas deveriam fazer parte da psicosfera nordestina, mas os responsáveis pelo “meio ambiente” não enxergam estas nuanças. O aquecimento global tem sido debatido, mas as providências muito tímidas. Excesso de ruas asfaltadas, número exorbitante de edifícios, principalmente na orla marítima, tem trazido sérios prejuízos causando um aumento natural da temperatura ou sensação térmica prejudicial ao ser humano. A poluição tem proporcionado desconforto as famílias, e um aumento de animais peçonhentos de grande monta. Baratas, ratos, moscas, mosquitos, muriçocas, aranhas, escorpiões, cupins ameaçam a tranqüilidade dos lares. O Ceará também poderá sofrer muito com as consequências do aquecimento global. O semiárido com complicações e alterações no solo, na temperatura e até mesmo no avanço do mar em algumas localidades, e nas localizações de portos construídos sem o planejamento adequado.

A preocupação maior será com as altas temperaturas que resultará em doenças desconhecidas, os idosos e as crianças serão as vítimas que mais sofrerão. Dizem que o estudo vem sendo efetuado há mais de vinte anos, mas os resultados não surtiram o efeito desejado. O crescimento desordenado da miséria e da pobreza do mundo tem causado chagas profundas. A energia está em estado de escassez e novas estratégias estão sendo traçadas, o vento será o meio a ser usado para gerar a tão esperada energia eólica. O meio ambiente é de suma importância para a vida humana. A conservação é de responsabilidade de todos. Mãos a obra antes que o fim seja trágico.

Pensem nisso!