Archive for January, 2007

Two For Tuesday

Tuesday, January 30th, 2007

 

Mantendo a tradição das rádios americanas (e aqui do nosso furreca também), estamos chegando com mais uma super edição do “Two For Tuesday” trazendo hoje um quarteto que fez muita gente dançar na década de 70. Os Spinners foi um grupo que produziu sucessos maravilhosos: I’ll Be Around, Mighty Love, The RubberBand Man, One Of a Kind e muitos outros. Eles tem um espaço muito especial no meu coração. Toda vez que escuto esse som, lembro de uma época sensacional onde eu passava o dia inteiro escutando rádio e tentando imitar os locutores americanos. O rádio era uma coisa bem diferente. Era mais audacioso, bonito e gostoso de ouvir.

Apesar de não estarem mais nas paradas de sucesso, o Spinners continua presente e com uma legião enorme de admiradores….eu sou um!!! Em Abril eles estarão se apresentando aqui em Miami e adivinha quem estará lá dançando na primeira fileira?????… enjoy the music and the memories too my friends!!

 

The Spinners – I’ll Be Around

The Spinners – The Rubberband Man

 

Sunday Blog Mix

Sunday, January 28th, 2007

 

89489349_ce78c499b6.jpg

 

Happy Sunday everybody!!!!

Tem alguém na sintonia? Alguém na escuta? Espero que sim!! O furreca está novamente “no ar” trazendo mais um set exclusivo pra gente comemorar esse Domingão maravilhoso.

Felizes somos nós que acordamos hoje com saúde e não deitado numa cama de hospital. Que coisa maravilhosa é poder receber o presente de mais um dia. É isso aí meus queridos(as) brothers and sisters. HAPPY SUNDAY TO YOU!!!

Vamos desopilar nossas cabeçonas (obrigado Amber…sempre) e renovar nossas energias ao som do Sunday Blog Mix que traz algumas das minhas músicas favoritas e muitas saudades de uma época tão especial.

Vamos todos nós abrir os braços para o céu e dizer…muito obrigado. Vamos agradecer a ELE pelas nossas vidas, saúde, família, amigos, oportunidades…POR TUDO que temos!!!

Welcome to our…

Julinho’s Sunday Blog Mix

 

Tira…Tira…Tira

Friday, January 26th, 2007

 

27580966.jpg

 

O Barco Furado

Tuesday, January 23rd, 2007

 

O bom de pedalar grandes distancias, é que a gente tem muito tempo para pensar e refletir nas coisas. Hoje, ao passar pelo South Beach Park em Boca Raton, vi um cara pintando um barco e lembrei de uma história que me contaram uma certa vez.

Um homem foi chamado à praia para pintar um barco. Trouxe com ele tinta e pincéis, e começou a pintar o barco de um vermelho brilhante, como fora contratado para fazer. Enquanto pintava, viu que a tinta estava passando pelo fundo do barco. Percebeu que havia um vazamento e decidiu consertá-lo. Quando terminou a pintura, recebeu seu dinheiro e se foi.

No dia seguinte, o proprietário do barco procurou o pintor e presenteou-o com um belo cheque. O pintor ficou surpreso:
- O senhor já me pagou pela pintura do barco! – disse ele.
- Mas isto não é pelo trabalho de pintura. É por ter consertado o vazamento do barco.
- Ah!, mas foi um serviço tão pequeno… Certamente, não está me pagando uma quantia tão alta por algo tão insignificante!
- Meu caro amigo, você não compreende. Deixe-me contar-lhe o que aconteceu. Quando pedi a você que pintasse o barco, esqueci de mencionar o vazamento. Quando o barco secou, meus filhos o pegaram e saíram para uma pescaria. Eu não estava em casa naquele momento. Quando voltei e notei que haviam saído com o barco, fiquei desesperado, pois lembrei-me que o barco tinha um furo. Imagine meu alívio e alegria quando os vi retornando sãos e salvos. Então, examinei o barco e constatei que você o havia consertado! Percebe, agora, o que fez? Salvou a vida de meus filhos! Não tenho dinheiro suficiente para pagar a sua “pequena” boa ação.

Não importa para quem, quando ou de que maneira: mas, ajude, ampare, enxugue as lágrimas, escute com atenção e carinho, e conserte todos os “vazamentos” que perceber, pois nunca sabemos quando estão precisando de nós ou quando Deus nos reserva a agradável surpresa de ser útil e importante para alguém.

 

A Reflexão do Dia

Sunday, January 21st, 2007

 

Existe somente uma idade para a gente ser feliz, somente uma época na vida de cada pessoa em que é possível sonhar e fazer planos e ter energia bastante para realizá-los a despeito de todas as dificuldades e obstáculos.
Uma só idade para a gente se encantar com a vida e viver apaixonadamente e desfrutar tudo com toda intensidade sem medo nem culpa de sentir prazer.
Fase dourada em que a gente pode criar e recriar a vida à nossa própria imagem e semelhança e vestir-se com todas as cores e experimentar todos os sabores e entregar-se a todos os amores sem preconceito nem pudor.
Tempo de entusiasmo e coragem em que todo desafio é mais um convite à luta que a gente enfrenta com toda disposição de tentar algo NOVO, de NOVO e de NOVO, e quantas vezes for preciso.
Essa idade tão fugaz na vida da gente chama-se PRESENTE e tem a duração do instante que passa.

 

A Hora da Saudade

Saturday, January 20th, 2007

 

44746828_68369d12ca1.jpg

 

Sim!!! Quando o assunto é música, sou uma cara muito saudosista. Afinal, quem não é!!! Quem não gosta de ouvir aquelas “pérolas” de Donna Summer, Gloria Gaynor, Joycelyn Brown, Vincent Montana, Sounds of Philadelphia e tantos outros? Eu sou também um daqueles caras que (com todo respeito aos muitos artistas e produtores atuais) adora ouvir arranjos onde o violino é realmente um violino e os metais e toda a orquestra são verdadeiros e não um simples teclado ligado numa “parede” cheio de módulos emuladores.

Nas músicas antigas você pode ouvir claramente certas “falhas humanas” dos bateristas, de alguns elementos percurssivos e de outros músicos da banda. Essa “presença” humana (tão em falta nas produções de hoje) é muito necessária para que a música não vire uma coisa “robotizada” e sem alma. Não me leve a mal. Eu adoro ouvir a maioria das músicas atuais. Afinal, eu também sou um produtor!!! Tenho um estúdio cheio de módulos, teclados, baterias eletrônicas e outros equipamentos, mas tudo isso não se compara com um estúdio cheio de músicos de verdade tocando os seus próprios instrumentos, lendo as suas partituras e tocando com o coração!! A verdade é uma só, infelizmente não se faz mais música como antigamente.

Com os grandes avanços tecnológicos dos computadores e dos programas aplicativos existentes (e baratos), qualquer um com um simples laptop e um teclado pode fazer música!! Isso é muito bom por um lado, mas como podemos simular instrumentos acústicos, de sopro e outras coisas mais complexas num computador? É impossivel!

O meu grande professor e gurú de música Peter Fish sempre me ensinou que quando produzimos música, temos que ter muito cuidado de não deixá-la muito perfeita. As “falhas” e “atrasos” musicais de ritimo e de certos instrumentos são extrememante necessários para que a música não vire uma coisa artificial e sem alma.

Por isso, seja bem-vindo a nossa Hora da Saudade onde o baterista tem braços de verdade, o baixista e o baterista tocam meio fora de tempo e todos os músicos são pessoas como eu e você que tocam com sentimento e muita emoção. Jamais nenhum computador poderá simular isso.

Ahhh!!!…não podemos esquecer de apagar a luz e ligar a nossa “Disco Ball” pra criar o clima da época….enjoy the mix e Bon Voyage!!!

 

Julinho’s “Hora da Saudade” Special Blog Mix